Perfil epidemiológico de pacientes oncológicos pediátricos na atenção terciária: ênfase aos submetidos a fisioterapia

Milena Maria Pires Marques, Rafael de Oliveira Gonzalez

Resumo


O câncer (CA) pediátrico é uma grande preocupação de saúde pública. Na criança, afeta o sistema hematopoiético e os tecidos de sustentação, não se associa com fatores de risco comportamentais e ambientais. Dentre os tipos de CA infanto-juvenis em todo o mundo, o mais comum é a leucemia (25% a 35% dos casos). A fisioterapia possui papel importante no tratamento oncológico pediátrico, garantindo melhora da qualidade de vida por meio da manutenção da integridade física e cognitiva. O objetivo deste trabalho foi traçar o perfil epidemiológico de crianças submetidas ao atendimento na atenção terciária com ênfase aos submetidos à fisioterapia no setor pediátrico em um hospital oncológico da Zona da Mata Mineira. Trata – se de um estudo, transversal, descritivo quantitativo, realizado em uma unidade de internação pediátrica de um hospital oncológico, onde foram analisados prontuários de crianças de zero a onze anos no período de 01/01/2016 a 01/03/2019. Foram incluídos 90 prontuários, após a análise dos mesmos foi encontrado que o câncer pediátrico foi mais comum entre o sexo masculino, sendo as leucemias as mais frequentes. O tempo médio de internação foi de 47,07 ± 57,87 dias, do total analisado 17,77% crianças evoluíram a óbito.  A maioria dos pacientes apresentaram complicações associadas, sendo a dor a mais citada, quanto a realização de fisioterapia, as técnicas mais utilizadas para tratar as complicações foram os exercícios respiratórios e a cinesioterapia motora. Tais recursos variam de acordo com os objetivos a serem alcançados não sendo necessário corroborarem entre si, utilizando condutas e técnicas de acordo com as necessidades individuais. Ainda após análise dos resultados se mostra evidente mais estudos sobre o tema.

Palavras-chave: fisioterapia; câncer; pediatria; epidemiologia.  


Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, R. C. S.; GIL, K. V. C. A abordagem da fisioterapia ao paciente pediátrico atendido por serviço de cuidado paliativo e dor – Revisão de literatura. Revista UNILUS Ensino e Pesquisa, v. 11, n. 23, p. 78-89, 2014.

BATALHA, L. M.; MOTA, A. A. Massage in children with cancer: effevtiveness of a protocol. J Pediatr Oncol Nurs, v. 89, n1, p. 595-600, 2013.

BAUER, D. F. V.; FERRARI, R. A. P.; REIS, T. B.; TACLA, M. T. G. M. Crianças com câncer: caracterização das internações em um hospital escola público. Semina: Ciências Biológicas e da Saúde, v. 36, n. 1, p. 9-16, 2015.

CIPOLAT, S.; PEREIRA, B. B. Fisioterapia em pacientes com leucemia: Revisão Sistemática. Revista Brasileira de Cancerologia, v. 57, n. 2, p. 229-236, 2011.

FREITAS, G. S.S.; GONÇALVES, C.; MORAIS, M. I. D.M. A contribuição da fisioterapia nos cuidados paliativos em crianças com leucemia. Revista UNIABEU Belford Roxo, v. 9, n. 21, p. 182-192, 2016.

HADAS, T. C.; GAETE, A. E. G.; PIANOVSKI, M. A. D. Câncer pediátrico: perfil epidemiológico dos pacientes atendidos no serviço de oncologia pediátrica do hospital de clínicas da UFPR. Rev. Med. UFPR, v. 1, n. 4, p. 141-149, 2014.

HINTZ, L. G.; JUNIOR, C. G. C.; LUKRAFKA, J. L. Perfil clínico-epidemiológico de crianças e adolescentes em tratamento oncológico. Ciência&Saúde, v. 12, n. 1, p. e31421, 2019.

HOSPITAL INFANTIL JOANA DE GUSMÃO (HIJG). Registro hospitalar de câncer 2004-2008. Florianópolis, 2010.

IARC - International Agency for Research on Cancer. International Incidence of Childhood Cancer 3 [Internet]. Lyon: IARC; 2019.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA (INCA). ABC do câncer: abordagens básicas para o controle do câncer / Instituto Nacional de Câncer. José Alencar Gomes da Silva. – 6. ed. rev. atual. – Rio de Janeiro : INCA, 2020.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA (INCA). Incidência de Câncer no Brasil. Rio de Janeiro; 2019.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA (INCA). Incidência, mortalidade e morbidade hospitalar por câncer em crianças, adolescentes e adultos jovens no brasil: informações dos registros de câncer e do sistema de mortalidade. Revista Brasileira de Cancerologia, v. 64, n. 3, p. 439-440, 2018.

IUCHNO, C. W.; CARVALHO, G. P. Toxicidade e efeitos adversos decorrente do tratamento quimioterápico antineoplásico em pacientes pediátricos: revisão integrativa. Ciência&Saúde, v. 12, n. 1, p. e30329, 2019.

JUNIOR, P. F. S.; ZUGNO, P. I.; LOSSO, A. R. S.; CORREA, S. M. O perfil dos pacientes atendidos na casa GUIDO e a importância do uso do brinquedo terapêutico como forma de cuidado ao paciente pediátrico para profissionais que atendem crianças com câncer. RIES, v. 4, n. 2, p. 63-78, 2015.

MAGALHÃES, I. Q.; GADELHA, M. I. P.; MACEDO, C. D.; CARDOSO, T. C. A Oncologia Pediátrica no Brasil: Por que há Poucos Avanços? Revista Brasileira de Cancerologia, v. 62, n. 4, p. 337-341, 2016.

MARCHI, J. A.; WAKIUCHI, J.; SALES, C. A.; MATHIAS, T. A. F.; FERNANDES, C. A. M. Câncer infanto juvenil: perfil de óbitos. Rev Rene, v. 14, n. 4, p. 911-919, 2013.

MUTTI, C. F.; PAULA, C. C.; SOUTO, M. D. Assistência à Saúde da Criança com Câncer na Produção Científica Brasileira. Revista Brasileira de Cancerologia, v. 56, n. 1, p. 71-83, 2010.

MUTTI, C. F.; PAULA, C. C.; SOUTO. D. M. Perfil Clínico-epidemiológico de Crianças e Adolescentes com Câncer em um Serviço de Oncologia. Revista Brasileira de Cancerologia, v. 64, n 3, p. 293-300, 2018.

OLIVEIRA, K. M. C.; MACÊDO, T. M. F.; BORJA, R. O.; NASCIMENTO, R. A.; FILHO, W. C. M.; CAMPOS, T. F.; FREITAS, D. A.; MENDONÇA, K. M. P. P. Força muscular respiratória e mobilidade torácica em crianças e adolescentes com leucemia aguda e escolares saudáveis. Revista Brasileira de Cancerologia, v. 57, n. 4, p. 511-517, 2011.

PAIÃO, R. C. N.; DIAS, L. I. N. A atuação da fisioterapia nos cuidados paliativos da criança com câncer. Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde, v. 16, n. 4, p. 153-169, 2012.

RANGEL, M. R. U.; LIMA, C. A.; CIPOLOTTI, R.; FABRO, A. L.; AZEVEDO, A. R. Câncer pediátrico: incidência, sobrevida e mortalidade em Sergipe. Interfaces Científicas - Saúde e Ambiente, v. 1, n. 3, p. 9-20, 2013.

SOUZA, J. A. F.; ALVES, L. T.; CHAMMA, B. M.; MOUSSA, L.; MENDES, M. R. P. Atuação da fisioterapia no controle da dor no câncer infantil: uma revisão de literatura. Pesquisa e Ação, v. 3, n. 2, p.73-83, 2017.

VITAL, F. M. R. Fisioterapia em oncologia: protocolos assistenciais. 1. Ed. Rio de Janeiro: Atheneu, 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.