O internato em atenção básica no exercício da educação em saúde em escolas públicas: relato de experiência

flavia elisa pedrosa, richard duvanel rodrigues, jeremias regis de mattos soares, roberta peconick de magalhaes gomes

Resumo


Relatar a experiência vivenciada durante as atividades avaliativas realizadas com internos do curso de medicina do Centro Universitário UNIFAMINAS - Muriaé. Estudo descritivo, qualitativo, do tipo relato de experiência. As atividades foram desenvolvidas com os alunos do internato de Atenção Básica, do décimo período do curso de medicina durante os meses de julho a dezembro de 2019. Percebeu-se que o ambiente escolar se configura como um instrumento para as transformações que ocorrem no campo da saúde das comunidades onde os alunos do internato estão inseridos, apresentando-se como um espaço de interação, fortalecendo ações e atividades, permitindo a articulação dos saberes em saúde com o cotidiano das comunidades envolvidas. Tal atividade contribuiu para a construção e o aprimoramento do saber-fazer da medicina no tocante a um dos seus processos de trabalho, o ensinar-aprender, enriquecendo sobremaneira a formação do perfil do egresso de forma crítica e emancipatória.

Palavras-chave: Educação em saúde; medicina; Ensino em comunidade; Atenção Básica.


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Saúde. As cartas da promoção da saúde. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2002.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher: princípios e diretrizes. Brasília (DF). Ministério da Saúde, 2004.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. HIV/ AIDS, hepatites e outras DST. Caderno de atenção básica nº 18. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2006.

BRASIL. Ministério da Saúde. Ministério da Educação. Secretaria de Vigilância em Saúde. Saúde e prevenção nas escolas: guia de formação de profissionais de saúde e de educação; 2007.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem: princípios e diretrizes. Brasília (DF). Ministério da Saúde, 2008.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Saúde sexual e saúde reprodutiva. Caderno de atenção básica nº 26. Brasília (DF). Ministério da Saúde; 2010.

DIAS, V.P.; SILVEIRA, D.T.; WITT, R.R. Educação em saúde: o trabalho de grupos em atenção primária. Rev APS [Internet]. 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.