Avaliação dos quadros de depressão em idosos de um centro de convivência e de uma instituição de longa permanência em uma cidade do interior da Zona da Mata mineira

Thaís Alves da SILVA, Giselle Braga de AQUINO

Resumo


RESUMO: O envelhecimento teve aumento considerável na população brasileira nos últimos anos, fato que trouxe consigo inúmeras modificações que afetam toda a sociedade. Com a expectativa de vida maior faz-se necessário pensar os conceitos de promoção e prevenção à saúde, em especial na terceira idade. Em contrapartida, o que se vê são muitos casos de adoecimento entre os idosos como, por exemplo, casos de depressão. Diante disso, o presente estudo identificou a ocorrência de episódios depressivos a partir da aplicação do EDG-15, a fim de comparar se esses índices são distintos em idosos de realidades diferentes, sendo uma amostra de um Centro de Convivência de Idosos e outra de uma Instituição de Longa Permanência para Idosos em uma cidade do interior da Zona da Mata mineira. Os resultados apontam que é expressivo o índice de depressão entre idosos, o que pode afetar diretamente na qualidade de vida dessas pessoas, e que existe uma disparidade entre os grupos pesquisados: os idosos institucionalizados compõem o grupo de maior risco, no qual 50% da amostra mostrou-se suscetível à patologia.

Palavras-chave: idosos, qualidade de vida, depressão.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.